Por que acreditar na Bíblia se existem tantos livros sagrados?

BíbliaHá diversas religiões e seitas espalhadas por todo o mundo, cada uma com seu livro sagrado, ensinos e conhecimentos, cada uma com as suas verdades e crenças. Diante disso, porque acreditar na Bíblia? Ela é realmente sagrada, é a única regra de fé e prática? Nela, nós cristãos acreditamos que há “caminhos de vida eterna” e ainda a própria Bíblia declara que Jesus é o único caminho que nos leva até Deus (Jo 14.6). Afinal, todos os livros sagrados são verdadeiros e divinos? Quando analisamos outros livros “sagrados” logo percebemos que há doutrinas contrárias em relação a Bíblia e, portanto, julgamos equivocadas. Mas porque afirmar que a Bíblia está com a verdade?

A primeira razão que nos leva a acreditar que a Bíblia é a verdade está no fato de que as profecias bíblicas têm sido cumpridas no decorrer da história. Umas das profecias mais conhecidas para nós cristãos é a revelação do plano de Deus para derrotar Satanás e oferecer a salvação ao homem por meio de Jesus Cristo (Gn 3.15). Outra profecia está registrada em Is 7.14: “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel”. Essa profecia foi cumprida em Mt 1.18-25, com o nascimento de Cristo. Há outras profecias para os nossos dias como o aumento de guerras, doenças, esfriamento espiritual e a falta de amor (Mt. 24).

A segunda razão porque acreditar nas Escrituras em meio a tantos outros livros sagrados diz respeito a afirmação dentro da Bíblia da existência de Deus. Por mais de 400 vezes lemos “Assim diz o Senhor”. Esse termo está presente em diversos livros da Bíblia como Jr 17.20, Is 43.1 e Ez 36.2 e quer dizer que são as palavras oficiais do Senhor, ou seja, é o próprio Deus que está falando. É um veredito que não pode ser mudado ou questionado, mas que deve ser obedecido por todos.

Outra razão que nos faz acreditar que a Palavra de Deus é sagrada se justifica na verdadeira transformação de vidas. É possível que você conheça pessoas que após conhecerem a Cristo deixaram de lado a bebida, as drogas, o adultério e a prostituição, por exemplo, fruto de um encontro verdadeiro com o Senhor. Na própria Palavra nós temos modelos como Maria Madalena (Mc 16.9); Zaqueu (Lc 19); Saulo (At 9) e a mulher samaritana (Jo 4). Com certeza nesta lista pode ser incluída eu e você, todos transformados pela graça e misericórdia do Senhor.

O verdadeiro entendimento que podemos ter se um livro é realmente sagrado está no resultado que ele pode produzir na vida das pessoas, desde que elas vivam o seu conteúdo. É possível que muitos livros mostrem princípios que sirvam para mudança de vida de milhares de pessoas, mas apenas a Bíblia Sagrada aponta o caminho da verdadeira paz, alegria, felicidade e, sobretudo, o caminho da salvação.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *