Como identificar que Maria não permaneceu virgem após o nascimento de Jesus?

Eu cresci na igreja católica ouvindo o padre falar sobre a virgindade de Maria. E quando chegava a época do Natal esse ensinamento era muito presente. Essa é uma doutrina muito forte na vida dos católicos praticantes. O que a Bíblia, nossa única regra de fé e prática, diz sobre isso? Será que Maria permaneceu virgem mesmo após o nascimento de Jesus?

 

[…] e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. (Lucas 2.7). Segundo dicionários, primogênito quer dizer aquele que nasceu primeiro; o primeiro filho de um casal. Considerando que Jesus foi chamado de o “primogênito”, subtende-se que Maria teve outros filhos mais tarde. Mais a frente te mostro esses textos.

 

Veja o que diz o texto de Mateus 1.24 e 25: “Despertado José do sono, fez como lhe ordenara o anjo do Senhor e recebeu sua mulher. Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus”. O que o texto diz é que José casou com Maria, mas, José não teve relação sexual com ela até que a criança nascesse. Ou seja, depois que Jesus nasceu, José viveu uma vida normal de casado com Maria. Mais uma vez esse trecho bíblico comprova que Maria não ficou virgem a vida toda.

Maria.jpg2

Veja mais uma coisa interessante. “Falava ainda Jesus ao povo, e eis que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora, procurando falar-lhe”(Mateus 12.46). A tradição católica diz que não dá para afirmar que irmãos nesse texto que dizer irmãos legítimos, que saíram do mesmo ventre. Isso porque irmãos na Bíblia se refere também a sobrinho (Gn 12.5 e 13.8) e a tio ou primo (1Cr 23.22).

 

Para tirarmos essa dúvida vamos para os textos originais da Bíblia. No Velho Testamento, que foi escrito em hebraico, a palavra usada para irmãos é ’ach, ou seja, palavra que quer dizer parente próximo. Já no Novo Testamento, escrito no grego, a palavra usada para irmãos é adelphos, aqueles que saem do mesmo ventre, irmãos, frutos de uma relação sexual do mesmo pai e da mesma mãe.

 

Com isso, percebemos que há uma diferença na palavra irmãos usada no Velho Testamento e no Novo Testamento. Como o termo irmãos de Jesus se refere no original a aquele que saiu do mesmo ventre, temos mais um motivo para acreditar que Maria não permaneceu virgem após nascimento de Jesus.

 

LEIA TAMBÉM:

É bíblica a doutrina da adoração a Maria?

Vejamos outros textos que comprovam isso:

 

“Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, José,  Judas e Simão? E não vivem aqui entre nós suas irmãs?” (Marcos 6.3). O texto mostra que Jesus teve inclusive irmãs.

 

“Pois nem mesmo os seus irmãos criam nele.” (João 7.5)

 

“Todos estes perseveravam unânimes em oração, com  as  mulheres,  com  Maria,  mãe  de  Jesus,  e  com  os  irmãos dele.” (Atos 1.14).

 

Portanto, o ensinamento dado pela igreja católica que Maria permaneceu virgem, mesmo depois do nascimento de Jesus, é apenas um dogma católico (ensinamento)  e não tem fundamentação bíblica.

 

Creio que depois do nascimento de Jesus, Maria e José tiveram uma vida normal de casados, usufruindo da benção do sexo e procriando, afinal, isso fazia parte da cultura judaica, que tinha os filhos como bênção de Deus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *